Untitled Document
Untitled Document
 




 
Avaliação Física: Pra que Serve?
 
Flávio Rodrigues Duarte
Educador Físico do CIAAP

Antes de começar qualquer prática de exercício físico ou esportivo a pessoa deve, primeiramente, passar por um processo de avaliação física para avaliar o nível inicial de condicionamento físico do corpo. Através da avaliação pode-se fazer uma triagem inicial das condições físicas do individuo e, ao sinal de qualquer patologia, encaminha-lo a um especialista médico.

A avaliação física é divida em três processos: testes, medidas e avaliação. Segundo Filho, 2003 “testes são instrumentos utilizados para se obter um resultado”, “medidas são as informações e resultados obtidos destes testes” e avaliação “é o julgamento, interpretação, correlação, compreensão, organização, classificação e aplicação dos resultados obtidos que orienta e verifica se os propósitos e objetivos do programa estão sendo alcançados”.

Através da avaliação física consegue-se traçar o perfil do aluno e analisar as valências físicas que devem ser melhoradas, respeitando os seus limites e deficiências. Ela deve ser realizada por profissionais formados em Educação Física.

A avaliação física é composta dos seguintes parâmetros:
· Anamnese: questionário sobre as condições atuais do avaliando;
· Avaliação Antropométrica: dados relacionados ao corpo do individuo (peso, altura, circunferências, dobras cutâneas, IMC, diâmetros ósseos);
· Avaliação neuromotora: analise das valências físicas, força ou resistência muscular e flexibilidade.
· Avaliação cardiorrespiratória: avalia a capacidade de sustentar uma atividade física por um período longo de tempo, onde a energia seja provinda do metabolismo do oxigênio. Neste teste se faz a mensuração do VO2máx que é a capacidade máxima do individuo em captar, transportar e utilizar oxigênio.

A avaliação física da criança e do adolescente na fase escolar é de suma importância, pois visa o acompanhamento minucioso de seu desenvolvimento e principalmente o de identificar possíveis distúrbios de ordem motora, postural e metabólica. Assim pode-se classificar indivíduos ou grupos de risco e elaborar programas preventivos ou de intervenção dentro deste contexto. Os distúrbios mais comuns encontrados entre crianças e adolescentes segundo Almeida, Barros (2007) são: a obesidade, os desvios posturais, as alterações no crescimento e o comprometimento dos padrões motores.
Também, vale ressaltar que níveis mínimos de aptidão física fazem com que as pessoas possam realizar suas tarefas com mais facilidade e menos desgaste fisiológico, por isso é importante avaliar estes níveis de aptidão física e elaborar posteriormente programas que venham a suprir estas deficiências.

O Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM), em seu posicionamento oficial sobre aptidão física na infância e adolescência, considera que:

A avaliação do condicionamento físico é uma visível e importante parte dos programas de aptidão física. Escolas, comunidades, estados e organizações nacionais devem adotar uma aproximação lógica, consistente e cientifica sobre a avaliação da aptidão física. O foco da avaliação física deve ser relacionado à saúde, em vez de ser relacionado à forma. A aptidão física é primariamente determinada pela prática de atividade física e é operacionalmente definida com o desempenho atingido nos seguintes testes: potência aeróbia, composição corporal, flexibilidade, força e resistência dos músculos esqueléticos.

A aptidão física é importante durante a vida do individuo para o desenvolvimento das suas capacidades funcionais. Dessa forma, o educador físico deve desenvolver estratégias que contribuam para realizações periódicas dessas avaliações, que são um instrumento eficiente, seguro e de baixo custo para o acompanhamento e desenvolvimento do adolescente, possibilitando a detecção, a prevenção e a mudança de hábito sobre distúrbios físicos que podem prejudicá-los durante vida.
 
 
Data de inclusão: 20/02/2008 | 16:20:30
 

Compartilhar no Facebook
 
Imprimir artigo
Voltar para página anterior...


Este artigo foi visto 3939 vezes





   
Untitled Document